campos de irradiação

O que fazemos, sabendo ou não, irradia por muitos campos. Buscar que essas irradiações sejam consistentes e positivas é um desafio que deve ser pensado no conjunto das atividades, mesmo mais específicas. Trata-se de um grande desafio, como uma pedra atirada no lago, ultrapassando nossas decisões e a previsibilidade, daí a grandeza desse desafio.

Esperamos a irradiação positiva de nossas atividades para campos mais amplos e menos imediatos, de longo prazo de construção e de contribuição. Organizamos esses campos em oito frentes integradas, cada uma delas a partir de cinco indicativos. A ideia de campo distancia-se da ideia de definição. Daí porque não visam o esgotamento das possibilidades, mas indicar campos amplos e integrativos que esperamos colocar em movimento ou contribuir conscientemente com nossas atividades.

A ideia de definição, ou se preferirem o conceito, suscita a ideia de limites. A ideia de campo suscita o imaginário, os valores, a interatividade relacional de possibilidades e o extravasamento interativo dos campos. Veja também a proposição de nucleações cognitivas ↑ nesses campos de irradiação.

Euler Sandeville Jr., 2020

Instituto da Paisagem, campos de irradiação. Concepção Euler Sandeville Jr., 2019.

como citar:

SANDEVILLE JR;, Euler. Campos de Irradiação. Ensino e Pesquisa+Instituto da Paisagem, on line, 2020.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s