ensino e pesquisa


arte, cultura e ambiente

    ensino   +   pesquisas e projetos
    apoio didático   +   publicações
    conceituação   +   contato

graduação         pós-graduação         básico         +cursos

ENSINO DE GRADUAÇÃO FAUUSP


Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo
Departamento de Projeto – Grupo de Disciplinas Paisagem e Ambiente
AUP 652/2022 PLANEJAMENTO DA PAISAGEM

Professores Responsáveis. Ana Cecília de Arruda Campos, Euler Sandeville Jr, Eugênio Fernandes Queiroga, Fabio Mariz Gonçalves, Paulo Renato Mesquita Pellegrino.
Monitora. Gabrielle Natalie de Araujo Gusmão. Colaboradores: Dr. Silvio Romero Fonseca Motta, Doutoranda Daniela das Neves Alvarenga
Terças-feiras, 8:00 a 12:00, 1º semestre 2022, disciplina obrigatória de graduação


cronograma previsto das aulas ↑
bibliografia básica ↑
apoio didático (↑ abre em nova janela)

OBJETIVO

A disciplina introduz conceitos de sustentabilidade, resiliência e adaptação ambiental e social de paisagens urbanas e periurbanas, através do desenvolvimento de um plano paisagístico, trabalhando desde a escala de uma bacia hidrográfica até a de bairros e setores urbanos.

CONTEÚDOS

  1. Planejamento da paisagem – conceitos, métodos e técnicas;
  2. Ecologia da paisagem – as relações entre os padrões espaciais, mudanças temporais e processos ecológicos nas paisagens;
  3. Paisagem urbana e metropolitana – características da paisagem metropolitana de São Paulo, estruturas principais e conflitos;
  4. A dimensão ambiental e paisagística no planejamento e no projeto urbano – a relação do processo de urbanização com as condicionantes ambientais e paisagísticas;
  5. Sistema de espaços livres – elementos principais: parques, praças, redes de circulação, áreas de conservação, áreas de proteção ambiental, corredores ecológicos, corredores verdes; pátios, jardins, ruas e quintais. A interdependência dos espaços públicos e privados e as formas de uso e apropriação do espaço público;
  6. Integração entre plano e projeto – diretrizes de intervenção, distribuição de usos, plano de massas, volumetria das edificações e tratamentos dos espaços livres;
  7. Morfologia da paisagem – padrões de configuração urbana;
  8. Legislação ambiental e gestão da paisagem;
  9. Agentes produtores da paisagem.

ETAPAS DE TRABALHO

Área de aplicação: Bacia do Córrego do Jaguaré. A disciplina será organizada com um único exercício dividido em duas etapas. Nas primeiras aulas pretende-se apresentar os conceitos fundamentais e a área de trabalho. Em seguida alternar práticas de ateliê, com aulas conceituais e seminários.

EXERCÍCIO 1 - Etapa I – Plano da Paisagem: interpretação e problematização do território - esta etapa objetiva aplicar procedimentos de levantamento, análise e avaliação dos elementos da paisagem que possam indicar a valorização das potencialidades e resolução dos conflitos paisagísticos, ambientais e sociais da área de estudo. Deve subsidiar diretrizes para um plano da paisagem para a Bacia e seu entorno. Peso 04

EXERCÍCIO 1 - Etapa II – O desenvolvimento de um Plano da Paisagem da Bacia do Córrego do Jaguaré com foco nos espaços livres e nas dinâmicas ecológicas - desenvolvimento de diretrizes para um trecho da área de estudo, visando a elaboração de um detalhamento do plano paisagístico através da identificação de projetos específicos para os espaços livres, com suas articulações com os edifícios e infraestruturas, utilizando as linguagens de projeto pertinentes. Peso 06

Forma de trabalho – equipes de 6 alunos

Forma de avaliação – as equipes e cada aluno individualmente deverão ter notas acima de 5,00 em todos os exercícios e na média final do semestre ou ficarão reprovadas. Caso uma equipe ou aluno obtenha nota menor em um exercício, deverá refazê-lo, de acordo com a indicação do seu professor. Se a média final for entre 3,00 e 4,90 a equipe ou aluno, terá direito a recuperação, dentro dos prazos e especificações dados pelo seu orientador.

Procedimentos Gerais - Serão fornecidas ou indicadas bases teóricas e cartográficas, que permitirão aos grupos um conhecimento prévio dos locais de trabalho. O curso será ministrado através de atividades práticas e de ateliê, visitas de campo, aulas expositivas e seminários parciais e finais de avaliação








Aprender entre outros, uns com os outros, para gerar ideias de ações melhores para o Século 21.
O mundo que ajudarmos a construir, sabendo disso ou não, é aquele em que viveremos.
O mundo não será diferente das atitudes que tomamos.



Animação de Euler Sandeville, provável 2001


religare ↑

espiral da sensibilidade e do conhecimento ↑



uma proposta de Euler Sandeville Jr.



^ retornar ao início da página

usamos software livre ubuntu / xubuntu  bluefish bluefish  ../libre office   gthumb gthumb